quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Às vezes sabe melhor ler sem traduzir

The activity of hypothetical thinking is an essential part of the activity of philosophy as a whole. Whereas science tests hypotheses factually, philosophy tests hypotheses conceptually. Or, to put in another way, science asks, “It is true that so-and-so…?”, whereas philosophy asks, “Does it make sense that so-and-so…?” And crucial to asking this question is the use of the conditional question.  

Peter Worley, The if Machine, p10, 2011

3 comentários:

Pedro Alves disse...

Procuram-se pessoas inteligentes e com capacidade crítica para ajudar a tornar o mundo num lugar melhor. Junta-te ao movimento social que procura libertar a humanidade de uma vez por todas.
http://zmportugal.blogspot.com/

Rolando Almeida disse...

Olá Pedro, reparei que vive na Madeira e gostaria de conversar mais um pouco consigo sobre o assunto, mas não encontrei um mail seu. O meu mail está no blog. Contacte-me, pf.

Tomás disse...

Um livro muito bom com alguns exercícios de Filosofia com Crianças (já utilizei alguns). Mas onde este livro pode realmente ajudar aqueles que querem fazer sessões de Prática Filosófica (com crianças ou adultos) é no elencar de algumas técnicas e estratégias que um "filósofo prático" deve dominar para tornar as suas sessões mais produtivas e aliciantes.
O título do livro é retirado de uma dessas estratégias.