quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Como Pensar Tudo Isto? Digital

A versão digital em Pen do Como Pensar Tudo Isto? está a chegar aos professores. Esperemos que seja do agrado de todos. E mais uma vez agradeço aos professores que optaram por este manual. O vosso feedback será o derradeiro teste à qualidade do manual. 


sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

Síntese das aulas do 10º ano - Setembro 2014


Caros alunos, neste primeiro momento da disciplina de filosofia, segue uma lista dos conteúdos principais que resumem a toolbox (caixa de ferramentas) que vamos usar ao longo do ano para fazer filosofia. Assim, para já, temos de saber:

- Distinguir coisas que aprendemos pelos sentidos de coisas que aprendemos pelo raciocínio apenas, como a matemática e filosofia.

- Caracterizar a filosofia como uma forma de saber que envolve atitude crítica, tomada de posição, sendo um saber a priori (que se desenvolve com recurso ao raciocínio argumentativo)

- Definição etimológica de filosofia como uma definição incompleta. Podemos gostar de saber sem ser filósofos.

- Dificuldade em definir explicitamente a filosofia.

- Definições implícitas de filosofia.

- Identificar problemas filosóficos distinguindo-os dos não filosóficos, principalmente dos problemas científicos.

- Compreender a inevitabilidade da filosofia como forma de compreensão do mundo .

- Compreender as seguintes noções:
·         Argumento
·         Proposição
·         premissas como as razões que oferecemos para defender uma tese
·         conclusão como a tese a ser defendida
·         refutação de argumentos
·         definições de conceitos (explícita e implícitas)
·         condições necessárias e suficientes (nas definições)

Para refutar argumentos temos de saber usar algumas formas de o fazer, sendo que as que aprendemos são:

·         negação de proposições simples e complexas (condicionais, Universais e particulares)
·         contra exemplos
·         contra argumentos

Dado que vamos apenas na 2ª semana de aulas, alguns destes conteúdos ainda estão a ser desenvolvidos, com explicações e exercícios. Atenção que parte destas matérias são conceitos técnicos, muito úteis para todo o percurso da disciplina e para o exame nacional de filosofia (não obrigatório, mas muito útil)

Enjoy. 

quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Filosofia, a aventura a começar


Ainda sem sequer dizermos os nossos nomes, sem sabermos quem é o professor desta nova disciplina, entramos na sala de aula e começamos, quase do nada, a ouvir esta música da Capicua. Enquanto isso, o professor escrevia no quadro:

Eu quero a vida como primeiro dia
Viver a vida como no primeiro dia
Cada dia como no primeiro dia

Mas para quê aquela história da Capícua numa primeira aula de filosofia? Quando entramos nesta sala de aula estávamos cheios de questões: que disciplina é esta? Será difícil ou fácil? Será que o professor é exigente? Que posso esperar disto tudo? O que é a filosofia?
Na verdade esta primeira aula é a melhor preparação para o que segue. A cada aula de filosofia eu devo entrar com cada vez mais e mais questões, dúvidas.
Sem dúvidas, sem questões, não há problemas. E sem compreender esta lição primeira e elementar, nada vamos conseguir desta nova aventura.

Portanto, miúdos e miúdas:

Na filosofia, “Nós… queremos a vida como no primeiro dia

sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

Capicua e Filosofia

Aos novos alunos de filosofia, 10º ano, peço que comecem o ano por ouvir esta introdução a um dos trabalhos da rapper do Porto, Capicua. Na aula falaremos o que queremos destas palavras. Os créditos a Almada Negreiros. 


quinta-feira, 11 de Setembro de 2014

Bom ano letivo a todos

Para todos as turmas às quais irei este ano ensinar filosofia, os meus desejos de um bom ano letivo. E habituem-se à imagem deste post, pois o que mais vamos fazer é aprender a raciocinar sobre argumentos.


segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Boas férias a todos

Regressamos em Setembro para mais um ano letivo. Até lá, boas férias.

(Foto de Rolando A. Garajau, Ilha da Madeira)



sexta-feira, 11 de Julho de 2014

Nota de agradecimento com planificação anual


AQUI pode-se ler o nosso agradecimento às escolas e professores que optaram pelo Como Pensar Tudo isto?. E AQUI pode retirar-se a planificação anual para trabalhar com o manual.

sexta-feira, 27 de Junho de 2014

3 sugestões de leitura para o verão

Deixo aqui 3 sugestões de leitura de filosofia para o verão. Qualquer um destes três livros proporciona uma boa aventura pelo espírito crítico filosófico. Deixo também links para saberem mais sobre cada um destes livros. Basta clicar no título de cada um dos livros. Todos estes livros podem ser adquiridos em livrarias como a Fnac, Bertrand ou pedidos em outras livrarias. 











sexta-feira, 13 de Junho de 2014

Tabelas de verdade no Logicamente, ferramenta de lógica do Como Pensar Tudo Isto?

Uma das ferramentas digitais que disponibilizamos no Logicamente (parte integrante do manual Como Pensar Tudo Isto?) é a construção de tabelas de verdade. Disponibilizamos um tutorial para mostrar como funciona esta parte do nosso software.


sexta-feira, 6 de Junho de 2014

Com o 10º32 foi sempre um sossego atento

E pronto, o painel deste ano letivo fica completo com a foto dos meninos e meninas do 10º32. E que devo salientar nesta turma? Primeiro tem lá no meio um cérebro como o do Einstein, não é Joana? Não esqueças do que conversamos e conserva sempre essa tua acuidade intelectual com muito estudo e criatividade. Depois tive alunos e alunas que durante 90 minutos nunca pregavam o olho, mesmo que a aula fosse intensamente expositiva, como muitas vezes acontece. A Regina e a Odília sabem do que falo. E ainda tivemos o João Francisco que dizia sempre: “gosto mesmo desta aula”. O João conservou essa ideia do princípio ao fim. Já a Laura tinha mais sono, mas nunca perdeu o tino e sempre se revelou um grande ser de apenas 15 anos. E o Óscar que nos seus melhores dias pegava em força com a sua curiosidade intelectual. E a Catarina que no final do ano fez uma revelação sobre o seu próprio trabalho verdadeiramente desconcertante tão cheia que estava de humildade e sinceridade. Nunca mais esquecerei que numa aula ao último tempo chamei um outro professor para espreitar como estes miúdos estavam sossegados a trabalhar. Foram excelentes kids e trabalhar com vocês foi sempre um prazer. Nesta foto temos a companhia da Professora Isabel que foi a Diretora de Turma e uma excelente colega e professora, sempre preocupada com o melhor para estes nossos alunos.

quarta-feira, 4 de Junho de 2014

Artes é com o 10º20

Estes miúdos escolheram as artes. E qual foi a nossa luta durante o ano? A Diana desafiou-nos sempre com as crenças mais imediatas. Não foi tarefa fácil mostrar que as nossas crenças não têm de ser as mais verdadeiras somente porque são nossas? Ou será esse um bom critério para avaliação de crenças? A Telma devolveu-nos o silêncio atento e a Laura desafiava com um interesse elegante. O Leandro começou virado do avesso, o que até nem foi mau, mas demorou tempo a conquistá-lo nas nossas discussões. E claro, como todos os bons alunos, também os alunos do 10º 20 terminaram o ano a defender: “as aulas mais interessantes são as que debatemos”. Como vos compreendo. Não podemos esquecer a Leandra com os nossos votos de que tudo lhe corra bem e muita força. E, certo, a Carolina que tanto falei dela quando nos abandonou na turma. 


Olá 10º30!

O 10º 30 foi a turma expert em debater. Eles adoraram os debates. E foi exatamente isso que expressaram no final do ano, quando mais de 70% dos alunos disseram na avaliação final de ano que o que mais apreciaram foram as discussões. Pois, compreendo. Dá muito mais prazer fazer do que ver fazer e estar o ano todo a olhar para um professor a debitar e fazer filosofia deve ser maçador. Esse foi o convite que vos fiz ao longo de todo o ano: “oK, eu ensino-vos o que disse o Stuart Mill sobre o problema X. Mas agora não temos de concordar com os seus argumentos”. Depois do passo inicial com a toolbox da filosofia, era vê-los em cada aula a abrir a malinha da qual retiravam argumentos, cogência, premissas, plausibilidade, objeções… e como estes rapazes e raparigas adoravam fazer objeções. A Madalena sempre na proa do barco. O Alexis muito teimoso a querer discordar inicialmente somente porque tudo aquilo era uma grande confusão: “Então profe, mas não há verdades? Se não temos essa possibilidade de que nos vale tudo isto?”. Mas ele lá foi. E no final lá soube dizer que afinal isto de filosofar vale mesmo a pena, que discutir com sofisticação científica é coisa fina! E o nosso Rachid (Né Zé?)?? Isto para não falar da Beatriz sempre questionante, da Ana que com o pé partido filosofa muito melhor, da Joana que estava sempre, mas sempre sempre, atenta, da Diana que é um exemplo de pessoa  e do António que destabiliza só porque alguém deu um atchim. E do João Francisco que de “terrorista” de aula passou a filósofo sempre presente. Todos estiveram a um excelente nível, mesmo nas aulas dos últimos tempos de sexta-feira. Quem disse que não se tem boas aulas de filosofia aos últimos tempos quando já se sai de noite da escola? E, já agora, muito obrigado pela lição que me deram quando foram todos (todinhos) à sala de professores buscar-me para vos dar a aula. Não esqueço, Kids. 
Ah, para se ter uma ideia como eles me abafabam a discutir filosofia: tal como na foto me abafam :-)

terça-feira, 3 de Junho de 2014

Agora o 10º42

O 10º42 foi especial porque foi a minha direção de turma. Foi uma batalha fazer com que estes rapazes e raparigas pegassem à séria nas discussões. Mas a turma esteve recheada de alunos e alunas excelentes. E muito (mas mesmo muito) boa gente que proporcionaram momentos de aula excelentes. Eu sei! Eu sei! Algumas aulas foram chatas. Mas, como disse a simpática Catarina, “só foram 3 em 100”, o que é uma média muito boa. Remember Kids, “A primeira aula é muito importante, pois é a que dou lições de vida. E eu só tenho 3 ou 4 lições de vida”. E eu avisei que um bom professor só o é se tiver bons alunos. Ao longo deste ano fizemo-nos todos muito melhores. E pelo meio metemos ao barulho intenso alguns amigos extra que não estão nesta fotografia. Por isso temos de nos lembrar deles também. Um grande abraço ao Kant, ao Mill, ao Rawls, ao S Tomás de Aquino, ao Pascal, ao Singer, ao Tooley, à Judith Thomson e aos velhinhos Platão, Aristótles e Descartes. Boas férias e o meu obrigado.


O 10º47

Olá. O ano termina esta semana e como tem sido hábito nos últimos anos, registo a fotografia de “família”. Esta “família” é o 10º47. Excelente turma. Boas aulas. Muita filosofia. Muita luta por boas notas, pela compreensão dos argumentos e sua posterior discussão. Quase só meninas, é verdade. Mas que bem se portaram ao longo do ano. Obrigado e boas férias miúdas (e miúdo). Tudo de bom para vocês.