sábado, 28 de fevereiro de 2015

Olimpíadas de Filosofia 2015 - O cartaz


Ensinar filosofia? O que dizem os filósofos.

Acaba de me chegar mais um volume publicado pelo Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, com o título Ensinar Filosofia? O que dizem os filósofos, coordenado por Maria Vaz Pinto e Maria Luísa Ferreira. O volume está organizado por filósofos de todas as épocas, desde Platão, Derrida ou Searle. Cada autor contribui com um texto de um filósofo e a devida contextualização. O volume é interessante pois confronta posições muito diversas sobre o ensino da filosofia. Pode ser encomendado no próprio centro que o publica ou diretamente na livraria do centro, em Lisboa. Especialmente interessante para professores de filosofia do ensino secundário.

“A obra Ensinar Filosofia? O que dizem os filósofos integra-se no Projecto O Ensino / Aprendizagem da Filosofia(PTDC/FIL-FIL/102893/2008) coordenado por Maria Luísa Ribeiro Ferreira, em que participam investigadores de várias nacionalidades, abrangendo quatro áreas principais, com objectivos distintos: 1. A Didáctica da Filosofia: a filosofia ensina-se e aprende-se. 2. O que os filósofos pensaram sobre o ensino da Filosofia. 3. Os programas de Filosofia em Portugal. 4. Novas metodologias do ensino da Filosofia.  Relativamente à área temática - a Didáctica da Filosofia -, foi publicado Ensinar e Aprender Filosofia num Mundo em Rede (Lisboa, CFUL, 2012), que reúne um conjunto de textos elaborados quer por membros do Projecto quer por especialistas convidados. Este primeiro volume centra-se sobre questões fulcrais da didáctica da Filosofia e sobre a especificidade da mesma, abrindo-se de modo particular à discussão de novas metodologias acessíveis ao ensino / aprendizagem da filosofia na era digital. O presente livro - Ensinar Filosofia? O que dizem os filósofos - é coordenado por Maria José Vaz Pinto e Maria Luísa Ribeiro Ferreira. Recorrendo a diferentes pensadores e pensadoras ao longo dos tempos, é seu objectivo mostrar que o ensino da filosofia é um problema eminentemente filosófico.”


Mais informações, clicar na imagem do livro. 

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Aborto, eutanásia e direitos morais dos animais: ética com razões

O problema moral do aborto, da eutanásia e dos direitos dos animais são os três tópicos principais abordados neste novo livro de Pedro Galvão. É claramente um livro de autor e não uma mera exposição introdutória aos problemas uma vez que, nele, o autor defende as suas próprias posições filosóficas sobre cada um dos problemas. Mas ao mesmo tempo é uma bem-vinda introdução a estes problemas, já que está escrito de forma clara e acessível ao leitor comum não especialista nos assuntos. Para além disso custa pouco mais que 3€. Não há desculpas para não estarmos um pouco mais informados sobre estes problemas que afetam de forma direta as nossas escolhas éticas. De salientar que nenhuma defesa própria do autor exclui a apresentação das teses contrárias deixando desse modo a liberdade ao leitor de poder pensar pela sua própria cabeça. E quando assim é, estamos perante um belo livro de filosofia e ética aplicada. De destacar também que a leitura deste livro de menos de 100 páginas permite ao leitor acompanhar a discussão mais atual na literatura filosófica sobre os problemas nele abordados.
A edição é da FFMS, Fundação Francisco Manuel dos Santos. Pode ser adquirida na cadeia de supermercados Pingo Doce ou encomendada diretamente no site da fundação com portes pagos. Também se encontra nas livrarias habituais. 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Mais uma tradução de Simon Blackburn

Uma nova tradução de Simon Blackburn acaba de ser publicada em Portugal. Trata-se de Vaidade e Ganância no século xxi, Os usos e abusos do amor-próprio. A edição é da Temas & Debates.
Para já aqui fica a sinopse do livro:

Toda a gente odeia o narcisismo, especialmente nos outros. O vaidoso pode mostrar-se aborrecido ou absurdo, e ofende o próximo sem se aperceber disso ou, pelo contrário, orgulhosamente consciente do seu comportamento. Mas serão o narcisismo e a vaidade realmente tão maus como parecem? Neste livro, Simon Blackburn defende que o narcisismo, a vaidade, o orgulho e o amor-próprio são mais complexos do que aparentam e possuem inúmeras facetas boas e más. Baseando-se na filosofia, psicologia, literatura, história e cultura popular, Blackburn propõe uma análise do amor-próprio, desde o mito de Narciso e da narrativa cristã da expulsão do Éden até à atual indústria do amor-próprio. Em última análise, mostra porque é o amor-próprio uma parte necessária e saudável da nossa vida. Mas também sugere que perdemos a capacidade de distinguir entre - e, pior do que isso, de equilibrar - as boas e as más formas de amor-próprio.



De Simon Blackburn temos já publicadas em Portugal duas obras com muito interesse para o ensino da filosofia. Ambas publicadas pela Gradiva, são elas Pense, Um Introdução á Filosofia e o Dicionário de Filosofia, da coleção Filosofia Aberta.
Mais informações sobre este filósofo AQUI

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Filosofia no jornal Público

Na edição de hoje do jornal Público foi publicado um interessante artigo sobre os resultados do exame nacional de filosofia, para o qual dei um contributo. 



quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Ensino Público da Filosofia em Livro

Especialmente para professores, este volume é provavelmente o único documento compilado que temos sobre o ensino da filosofia em Portugal e a sua longa história até aos dias de hoje. A edição é do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa e é indispensável para professores do ensino secundário. Pode ser adquirido diretamente na Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa ou então encomendar no site do Centro, AQUI.


Revista Ágora na III Semana da Filosofia

Hoje à tarde, na Escola Secundária Jaime Moniz foi apresentada publicamente a revista Ágora, da responsabilidade do professor João Meneses. Presto aqui uma pequena homenagem a estas duas excelentes alunas que tive o ano passado, Catarina Gouveia e Nina Blakeway. Fizeram uma simples e bonita apresentação dos ensaios que publicaram na revista. É assim mesmo. Este dar voz aos alunos nas escolas faz cada vez mais sentido.  

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

III Semana da Filosofia da Escola Secundária Jaime Moniz

Foi assim que hoje à tarde fizemos alguma filosofia na III Semana da Filosofia da Escola Secundária Jaime Moniz, Funchal. O Bilal Hussain, natural de Caxemira, Paquistão deu-me uma boa ajuda para tentar propor uma aplicação do argumento do dano de Stuart Mill, exposto no livro Sobre aLiberdade, ao recente caso do Charlie Hebdo. A aula foi dividida em 3 partes:

1.      Exposição do contexto do problema
2.      Intervenção do Bilal sobre o islamismo e a cultura islâmica
3.      Aplicação do argumento de Mill


Um obrigado especial ao Bilal que enriqueceu muito esta tarde na Jaime Moniz. Obrigado também a todos os professores de filosofia da escola e aos alunos presentes.